quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Criação

Depois da ave por o 1º ovo, o criador deve retirá-lo, com cuidado para não o quebrar e deixar um ovo falso. Este processo deve-se repetir, todos os dias para os ovos seguintes. No dia em que a ave colocar o último ovo, devem então trocar-se os ovos falsos pelos verdadeiros.

Assim, todos começarão a ser chocados ao mesmo tempo e passados 13 dias nascerão todos os filhotes. Este processo evita que os filhotes nasçam com dias de diferença e os mais velhos matem os mais pequenos (novos).

Os ovos falsos compram-se em qualquer loja de produtos para aves. Normalmente são de plástico e de cor azul, verde ou cinzentos. O facto de se deixarem ovos (falsos) no ninho, incentiva a fêmea a continuar com a postura normalmente.

O último ovo pode ser identificado por ter uma coloração um pouco diferente da dos restantes. Se ainda assim, o criador não reconhecer o último ovo, deve continuar o processo de substituição até ao quinto ovo (muito dificilmente haverá um sexto). Se a canária deixar de por ovo num dos dias, então o do dia anterior foi o último e deve trocar-se os ovos

Os ovos verdadeiros que se retiraram devem ser cuidadosamente guardados numa caixa sobre sementes (Alpista) ou outro produto que os mantenha de forma segura e delicada. Será aconselhável que os ovos guardados sejam virados todos os dias para que o embrião não fique agarrado à superfície da casca do fundo do ovo inviabilizando o seu nascimento.

A fêmea começará a ficar mais tempo no ninho para chocar os ovos entre o 3º e o 5º ovo (dia). Dependendo da raça e da personalidade do próprio pássaro, este será mais ou menos afoito na tarefa de chocar os ovos . É comum que o macho também vá para o ninho enquanto a fêmea vai comer, assim como será normal ver o macho a alimentar a fêmea no ninho.

Durante o choco a fêmea conhece bem os seus ovos e o que têm dentro, e vai os posicionando de forma a aquecer melhor os que estão viáveis, e por vezes pode até deitar fora alguns ovos não ‘galados’.

Durante o processo de choco dos ovos deve retirar-se a papa ao casal para evitar que fiquem muito gordos (particularmente o macho), já que neste período de criação terão sempre à disposição comida bastante nutritiva e calórica.

Por volta do sétimo dia de choco, também o criador pode identificar os ovos que têm o embrião em desenvolvimento e os que não estão ‘galados’ ou que o embrião morreu. Para isso, deve pegar cuidadosamente no ovo e coloca-lo em contraluz (ficando numa zona de sombra e colocando o ovo contra o céu – se estiver sol). Se o ovo estiver opaco, então está em bom desenvolvimento, se pelo contrário estiver transparente então não há embrião em desenvolvimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário